Medicina Estética

A Medicina Estética é uma (sub) especialidade médica cujo objetivo é melhorar e corrigir, mediante tratamentos, alterações da pele não provenientes de doença, como rugas, manchas e cicatrizes e do corpo, como gordura localizada.

Há um número cada vez maior de pessoas que, sem terem alguma patologia/alteração prévia, procuram estes tratamentos realizados por profissionais experientes, com conhecimento profundo da anatomia e fisiopatologia da pele.

Porquê recorrer à Medicina Estética?

Desde a Antiguidade que se utilizam técnicas para a manutenção e promoção da beleza e juventude, tanto feminina como masculina.

A Medicina Estética baseia-se na utilização de práticas médicas minimamente invasivas, em que seja utilizada anestesia tópica ou local e sem internamento.

Tratamentos

Toxina Botulínica (Botox)

É uma substância purificada, derivada de uma bactéria, que bloqueia sinais nervosos musculares. Ao injetar quantidades mínimas em músculos faciais específicos bloqueia-se o impulso e temporariamente o músculo fica mais fraco e diminui o enrugamento da pele.

Como é realizado o tratamento?

Antes do tratamento, o profissional obtém uma história clínica, incluindo os medicamentos que toma. O tratamento consiste em injetar quantidades mínimas de toxina botulínica diretamente nos músculos faciais, para os relaxar. Utiliza-se uma agulha muito fina, é bem tolerado e dura apenas alguns minutos, não havendo período de recuperação prolongado.
O efeito faz-se sentir 3 a 7 dias após o tratamento. A melhoria das rugas dura 3 a 4 meses. O efeito depois desaparece gradualmente e a ação dos músculos restabelece-se. É necessário re-injectar ao fim desse tempo para manter os resultados.

Áreas a tratar

O botox é mais utilizado para tratar as marcas de expressão do terço superior da face. Ou seja, é bastante indicado para eliminar pés de galinha, rugas que se formam entre as sobrancelhas e as linhas horizontais na testa.

Efeitos adversos?

São mínimos, temporários e tipicamente relacionados com o local de injeção. Podem ocorrer hematomas e dores de cabeça temporárias. Raramente pode ocorrer queda parcial de uma pálpebra. Todos estes efeitos são ligeiros, reversíveis e auto-limitados.

Ácido Hialurónico

O AH é uma substância naturalmente presente na nossa pele e é responsável por atrair água. Desta forma, contribui para a hidratação, preenchimento e elasticidade da pele.
Com o passar dos anos, a presença de AH na pele vai diminuindo (cerca de 70% entre os 19 e os 75 anos) e é por isso que a sua utilização é tão relevante tanto em dermocosmética, como em procedimentos de estética minimamente invasiva.

Benefícios do Ácido Hialurónico

O ácido hialurónico é uma substância natural presente na pele humana. Assim, as injeções de ácido hialurónico são biocompatíveis e biodegradáveis. A utilização de ácido hialurónico não requer teste dermatológico.
O AH tem a capacidade de reter água possuindo capacidade de preencher as rugas e hidratar a pele.
Muito embora o envelhecimento da pele seja um processo que ocorre em todo o corpo, a face é sem dúvida uma das partes do corpo mais exposta aos fatores que podem acelerar esse processo. Realizar tratamentos estéticos que utilizem ácido hialurónico é uma ótima solução para combater os sinais de idade.

Áreas a tratar

Estes produtos são injetados na pele ou nos tecidos mais profundos para ajudar a corrigir depressões cutâneas tais como sulcos, rugas, pregas, cicatrizes, e restauram o volume facial perdido devido a lipoatrofia facial (perda de gordura). O efeito do tratamento pode durar entre 6 meses a 2 anos, mas este período de tempo varia de pessoa para pessoa.
Um anestésico local creme/injeção será aplicado para reduzir qualquer dor ou desconforto relacionados com o procedimento. Podem ocorrer ocasionalmente alguns efeitos a curto prazo como: vermelhidão, inchaço, desconforto, hematomas, prurido e sensibilidade no local da injeção.

Bioestimulação com plasma rico em plaquetas (PRP’s)

O Plasma Rico em Plaquetas (PRP) é substancia obtida diretamente através do plasma sérico que circula no nosso corpo.

As plaquetas são componentes do sangue responsáveis por estancar hemorragias e iniciar, dessa forma, o processo de cicatrização e regeneração.

Há alguns anos descobriu-se que o PRP possui propriedades regenerativas, pelo que começou a ser utilizado em certas áreas da medicina como a ortopedia e a reumatologia para auxiliar a recuperação dos tecidos do nosso corpo.

Mais recentemente, as técnicas de obtenção deste plasma foram melhoradas, conseguindo-se obter cada vez maiores concentrações dos chamados fatores de crescimento.

São estes fatores de crescimento presentes no plasma rico em plaquetas que, ao serem aplicados na pele, atuam como um nutriente natural que promove a saúde da pele.

O tratamento com este material biológico é 100% biocompatível, simples e seguro e com resultados excelentes em:

  •  Rugas
  •  Estrias
  •  Flacidez da cara, pescoço (e outras zonas corporais)
  •  Cicatrizes de acne
  •  Rejuvenescimento facial
  •  Melhora a cicatrização no caso de úlceras decorrentes de varizes
  •  Integração otimizada de enxertos na pele
  •  Regeneração da pele por queimaduras
Menu